Diretoria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente divulga projetos em andamento

Foi desenvolvido e concluído pelo Instituto de pesquisa Tecnológica – IPT, através do Programa de Apoio Tecnológico aos Municípios – PATEM o Diagnóstico Técnico e Legal da Mineração no Município de Sarapuí visando obter uma fotografia das condições da mineração que ocorre no município e através desses dados propor soluções para os principais problemas apontados. O diagnóstico foi concluído e gerou diversas informações e mapas importantes para regrar e planejar o desenvolvimento do setor se exploração principalmente de areia e água mineral.

 

O convênio com o Departamento Nacional de Produção Mineral – DNPM foi firmado para fiscalizar a atividade mineraria e estimular a emissão de notas fiscais, a organização e a formalização do setor de produção de minério, como a areia, a água, mineral, a argila e a turfa. O procedimento de fiscalização está sendo desenvolvido para a breve aplicação.

 

O plano municipal de macrodrenagem urbana está sendo realizado com recurso do Fundo Estadual de Recursos Hídricos – FEHIDRO, através do Consórcio de Estudos, Recuperação e Desenvolvimento da Bacia do Rio Sorocaba e Médio Tietê – CERISO sem contrapartida municipal (sem gastos de dinheiro da Prefeitura). Esse plano visa mapear todos os pontos da área urbana que possuem algum problema para drenar e escoar as águas das chuvas e propor as soluções mais adequadas para solucioná-los.

 

O plano municipal de macrodrenagem rural está sendo realizado com recurso do Fundo Estadual de Recursos Hídricos – FEHIDRO, através do Consórcio de Estudos, Recuperação e Desenvolvimento da Bacia do Rio Sorocaba e Médio Tietê – CERISO sem contrapartida municipal (sem gastos de dinheiro da Prefeitura). Esse plano visa mapear todas as estradas rurais e os pontos públicos e privados que possuem voçorocas (grandes erosões), catalogar e descrever as condições das pontes das áreas rurais e propor as melhores soluções para os problemas identificados.

 

O Programa Estadual Microbacias II – Acesso ao Mercado foi acessado pela Cooperativa dos Produtores de Leite e Demais Produtos da Agricultura Familiar do Município de Sarapuí e Região – COLAF. O Plano de Negócios apresentado visa à construção de um galpão de 250 m² com uma sala equipada para o resfriamento do leite de búfalas e bovino, laboratório de análise de leite, câmara fria para armazenar derivados do leite já processados, escritório, sala de reuniões, cozinha, e vestiários feminino e masculino. Toda a estrutura será licenciada no órgão ambiental competente e terá o Selo de Inspeção Federal – SIF. A COLAF também terá uma marca própria para colocar no mercado os seus produtos já processados e embalados. O galpão está em fase de construção na zona industrial de Sarapuí.

 

Com a inclusão da COLAF no Programa Microbacias II – Acesso ao mercado a Prefeitura de Sarapuí receberá R$ 700.000,00 (setecentos mil reais) para readequar algumas estradas rurais que já foram mapeadas e descritas num projeto técnico de readequação e recuperação feito pela Casa da Agricultura, juntamente com a Coordenadoria de Assistência Técnica e Extensão Rural – CATI do escritório regional de Itapetininga.

 

Está em andamento a retomada do convênio de municipalização da Casa da Agricultura de Sarapuí denominado Sistema Estadual Integrado de Agricultura e Abastecimento – SEIAA, através do qual um funcionário da Casa da Agricultura ficará conveniado e autorizado a desenvolver trabalhos importantes da CATI para o desenvolvimento agrícola municipal. Com esse convênio firmado o município recebe um repasse de R$ 20.000,00 para a utilização em ações de desenvolvimento do meio rural, como a readequação de um trecho de estrada rural.

 

Uma parceria entre o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa – SEBRAE do escritório regional de Sorocaba foi firmado com a cooperativa COLAF, visando o acompanhamento no ano de 2017 de 20 cooperados desta com o intuito de estimular o controle financeiro individual das propriedades rurais participantes, assim como o desenvolvimento e controle financeiro coletivo da cooperativa. Os resultados da parceria serão monitorados com a aplicação de diagnósticos para mensurar o desenvolvimento atingido no decorrer do ano.

 

A Casa da agricultura em parceria com o Sindicato Rural de Sorocaba e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural disponibilizará no ano de 2017 para os agricultores e interessados do município o programa de turismo rural e os cursos de aplicação de medicamentos e vacinas em bovinos e bubalinos de leite, aplicação de medicamentos e vacinas em equinos e muares, aproveitamento de alimentos, operação de tratores agrícolas no desenvolvimento de técnicas de conservação dos solos e preparo do animal (cavalos e mulas) para a lida com o gado. Os cursos mencionados já possuem data marcada e sua inscrição é gratuita e pode ser feita na Casa da Agricultura de Sarapuí, que está localizada na Rua do Progresso, n° 248, zona industrial. Telefone para contato (15) 3276-1878.

 

Uma cartilha de orientação sobre a nota fiscal do produtor rural está em fase final de desenvolvimento e em breve será distribuída para todos os produtores rurais de Sarapuí com o objetivo de explicar sobre a utilização correta do talão de notas fiscais e todos os benefícios que o preenchimento das notas fiscais de toda a produção agrícola traz para os agricultores e para o município. A cartilha surgiu de uma parceria entre a Prefeitura Municipal, através da Casa da Agricultura com a Câmara Municipal de Sarapuí.

 

Márcio Sturaro